Padrões do sono

Nov 22 , 2019

Eva Aleixo

Padrões do sono

Padrões do sono do Bebé

Assim como o dos adultos, o sono da criança é dividido em ciclos e fases. Nas primeiras semanas de vida, o recém-nascido dorme bastante (entre dezessete e dezoito horas por dia).

Essas horas, porém, não são seguidas, quase nunca mais que três ou quatro horas por vez, seja durante ao dia ou à noite. Isso quer dizer que o sono do recém-nascido é entrecortado, ele não vai dormir à noite inteira. E por quê? Porque ele ainda não tem um padrão de sono, já que não produz hormónios como a melatonina, que comunica ao cérebro quando é dia e quando é noite.

Fases do sono do Bebé

O sono é dividido em fases, e todas elas são importantes para o crescimento e o desenvolvimento do bebé.

1ª Fase:

Durante a primeira fase, conhecida como período de sonolênica, quando se sai da vigília, o organismo libera melatonina, uma substância que induz ao sono.

2ª Fase:

Denominada de sono leve, na segunda fase, ocorre uma diminuição dos batimentos cardíacos e da respiração: é quando os músculos relaxam e a temperatura corporal cai. Nesse momento, muitas crianças (e também adultos) dão pequenos trancos (espamos musculares) para, posteriormente, relaxar a musculatura.

3ª Fase e 4ª Fase:

Na terceira e quarta fases, que correspondem ao chamado sono profundo, é liberado o hormónio do crescimento, além de outros, como cortisol. Depois, o organismo entra na fase REM (rapid eye moviment – movimento rápido dos olhos), quando ocorrem os sonhos. Essas fases formam ciclos que se repetem durante toda a noite.

Com duas a quatro semanas de vida, o recém-nascido ainda não tem uma tabela de horários. Não será preciso acordá-lo a cada três horas para mamar. Permita que ele durma enquanto for necessário, mas saiba que o máximo que conseguirá repousar será de quatro a cinco horas seguidas. Mesmo assim, ele ainda dormirá quinze a dezoito horas por dia. Com cinco a oito semanas de vida, ele começará a ter mais interesse pelas atividades do dia a dia, permanecendo mais tempo acordado durante o dia e dormindo mais à noite.

Progressivamente, já com três meses de vida, ele encontrará um equilíbrio e poderá criar uma rotina. Ao longo do dia, ele deverá ter dois ou três cochilos, um pela manhã e dois à tarde. Esses cochilos não devem ser longos nem durar mais de três horas para não atrapalhar o sono noturno. A maioria das crianças acorda por volta de sete horas. Com seis meses de vida, a terveira soneca desparece. O bebé dorme a à noite por seis horas e, às vezes, acorda para mamar em torno de três ou quatro horas da manhã.

Respiração durante o sono

O padrão pode mudar: durante o sono profundo, as respirações diminuem em frequência, já que o corpo precisa de menos oxigênio . nesse momento, o bebé pode até mesmo ficar algum tempo sem respirar – em torno de cinco segundos - , voltando a inalar o ar mais rapidamente em seguida. Às vezes, ele pode até mesmo acordar em sobressalto. Se esses episódios se repetirem  com frequência, o médico deverá ser consultado. É aconselhável filmar episódios para bem documentar a queixa no consultório.

Trocar o dia pela noite

É a queixa mais frequente dos pais. ,as o bebé nasce sem o homónio que controla o dia e a noite, e ele só começará a ser produzido cerca de trinta dias depois do nascimento. Algumas crianças produzem uma quantidade necessária do hormónio por volta do segundo mÊs, de maneira a dormir por voltar de cinco horas seguidas à noite.

Nos primeiros dias, é melhor não deixar o bebé dormir muito tempo por causa do risco de ficar com hipoglicemia (baixa quantidade de açúcar no sangue). Isso pode acontecer uma vez que o cérebro ainda não está treinado para perceber a queda dessa taxa. A partir do sétimo dia, o cérebro estará suficientemente maduro, vai acordar quando precisar comer.

O ambiente ideal

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda deixar o bebé no mesmo ambiente onde estão os pais, de preferéncia ao lado da sua cama. Porque ele vai acordar várias vezes durante a noite e também por uma questão de comodidade. O segundo ponto é que isso ajuda a evitar a chamada síndrome da morte súbita do lactente.

O ambiente deverá ser escuro e silencioso à noite e claro durante o dia para a criança possa diferenciar os períodos. Lembre-se de que não há problema algum em ligar o ar-condicionado em dias de calor forte.

O colahão escolhido deve ser de espuma com baixa densidade (D-18). Plano, duro não deformável e perfeitamente ajustável ao berço.

Melhor posição para dormir

Não existe uma posição de dormir que garanta sono mais prologado ao bebé, mas existe uma posição para reduzir o risco de morte súbita.

O bebé deve ficar deitado com as costas apoiadas sobre o colchão e a cabeça colocada lateralmente. Esta é, aliás a postura que ele adota com naturalidade: cabeça para o lado, um braço flexionado e outro estendido. Nunca coloque seu filho para dormir de bruços. Ele pode ficar de barriga para baixo somente ao longo do dia, sob sua observação.

Sinais de cansaço do bebé

Nas primeiras oito semanas, ele ficará mais tempo dormindo e não conseguirá permanecer mais de duas horas de vigília. O sono é mais forte que a vontade de estar acordado. E antes de adormecer, ele pode ficar irritado por causa do sono. Coloque-o para dormir antes que isso ocorra.

Cada bebé dá um tipo de sinal de cansaço: uns choram mais, outros se mexem mais; uns coçam os olhos e as orelhas; outros ficam com os olhos vermelhos. Ninguém melhor do a mamã para identificar essas mudanças.

Se notar algum desses indícios, ponha logo o bebé no berço ou ninho (Ninho Ergonómico SweetDream - Ver preço). Dessa forma, ele vai aprender a dormir sem ser no colo. Mas ele, se ele estiver muito irritado, tomá-lo nos braços ou lhe dar o peito pode tranquilizá-lo. E depois tente colocá-lo para dormir.

Rotinas de sono

Por volta de seis a oito semanas de vida, tente deixar o bebé adormecer sozinho. Coloque-o no berço ou ninho, como o ninho ergonómico para bebé Sweetdream. quando ele parecer cansado, mas ainda acordado. Dessa forma, ele vai aprender a fazer a transição semq ue a mamã tenha de interferir.

Se desde o começo acostumá-lo a dormir sozinho, ele vai aprender esse ritual na hora do sono. Em contrapartida, se a mamã sempre o ninar e o acalentar antes de dormir, ele vai esperar sempre por esse momento.

Procure estabelecer uma rotina noturna: um banho seguido de massagem calmante, uma música relaxante e própria para ninar, a penumbra, uma roupa quente ou uma manta. Esse ritual irá ensinar a criança a se acalmar sozinha. E assim ficará mais fácil para ela adormecer.

 

--------------------------------------------------------

Coordenação do Texto: Equipa Demammy.

Autores:

Dra. Thatiane Mahet - Médica Pediatra

Dra. Renata Dejtiar Waksman - Médica Pediatra

Dr. Cladio Reingenheim  Médica Pediatra